RSS

Arquivo da tag: mulher

Concurso Texto FENAE 2012

Meu texto “Vida Alternativa” ganhou o 1º prêmio no Concurso Texto FENAE 2012 – Tema: Mulheres Vencedoras. A FENAE é uma federação das associações que reúnem empregados da Caixa do Brasil inteiro. Para ler o texto premiado, publicado no hot-site do concurso, clique aqui. Em breve publicarei o texto aqui no blog também.

Esta é a segunda vez que ganho o concurso da FENAE, e a terceira vez que ganho um concurso de texto/crônica, levando em consideração o concurso Gente de Talento da Caixa, onde meu texto foi um dos vencedores e foi publicado no livro Gente de Talento 2007, com outros contos, poesias e fotos vencedoras do concurso.

Pra quem tiver interesse, seguem os meus outros textos vencedores.

Burrocratização do Namoro – Gente de Talento 2007 

Ainda tem Salvação? – 1º Prêmio no Concurso Crônica FENAE 2008

 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 18, 2012 em CRÔNICAS E CONTOS

 

Tags: , , , , , ,

8 de março – Dia Internacional da Mulher

O dia 08 de março é dedicado à comemoração do Dia Internacional da Mulher. Esta data anualmente tem sido marcada por reflexões sobre a trajetória da luta feminista e pelo reconhecimento de que há conquistas importantes a serem comemoradas, mas permanece a necessidade de lutarmos para que a
igualdade social entre homens e mulheres transforme-se em realidade concreta. Neste sentido, o conhecimento da situação em que se encontram as mulheres é condição primeira na nossa estratégia de luta.

História do 8 de março

No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos situadas na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na
fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

 
Deixe um comentário

Publicado por em março 8, 2012 em DIREITOS HUMANOS

 

Tags: , , , ,

OS ESTATUTOS DO HOMEM

( Thiago de Melo )

 

ARTIGO I Fica decretado que agora vale a verdade, que agora vale a vida,e que de mãos dadas, trabalharemos todos pela vida verdadeira.

ARTIGO II Fica decretado que todos os dias da semana, inclusive as terças-feirasmais cinzentas, têm direito a converter-se em manhãs de Domingo.

ARTIGO III Fica decretado que, a partir desse instante, haverá girassóis em todas as janelas,que os girassóis terão direito a abrir-se dentro da sombra; e que as janelas devem permanecer,o dia inteiro, abertas para o verdem onde cresce a esperança.

ARTIGO IV Fica decretado que o homem não precisará nunca mais duvidar do homem.Que o homem confiará no homem como a palmeira confia no vento, como o vento confia no ar, como o ar confia no campo azul do céu.

PARÁGRAFO ÚNICO O Homem confiará no Homem como um Menino confia em outro Menino.

ARTIGO V Fica decretado que os homens estão livres do jugo da mentira. Nunca mais serápreciso usar a couraça do silêncio nem a armadura das palavras. O homem se sentaráà mesa com seu olhar limpo porque a verdade passará a ser servida antes da sobremesa.

ARTIGO VI Fica estabelecida, durante dez séculos, a prática sonhada pelo profeta Isaías,e o lobo e o cordeiro pastarão juntos e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.

ARTIGO VII Por decreto irrevogável fica estabelecido o reinado permanente da justiça e daclaridade, e a alegria será uma bandeira generosa para sempre desfraldada na alma do povo.

ARTIGO VIII Fica decretado que a maior dor sempre foi e será sempre não poder dar-seamor a quem se ama e saber que é a água que dá à planta o milagre da flor.

ARTIGO IX Fica permitido que o pão de cada dia tenha no homem o sinal de suor.Mas que sobretudo tenha sempre o quente sabor da ternura.

ARTIGO X Fica permitido a qualquer pessoa, a qualquer hora da vida, o uso do traje branco.

ARTIGO XI Fica decretado, por definição, que o homem é um animal que ama eque por isso é belo, muito mais belo que a estrela da manhã.

ARTIGO XII Decreta-se que nada será obrigado nem proibido. Tudo será permitido, inclusivebrincar com os rinocerontes e caminhar pelas tardes com uma imensa begônia na lapela.

PARÁGRAFO ÚNICO Só uma coisa fica proibida: amar sem amor.

ARTIGO XIII Fica decretado que o dinheiro não poderá nunca mais comprar o sol dasmanhãs vindouras. Expulso do grande baú do medo, o dinheiro se transformará emuma espada fraternal para defender o direito de cantar e a festa do dia que chegou.

ARTIGO FINAL Fica proibido o uso da palavra LIBERDADE, a qual será suprimida dos dicionáriose do pântano enganoso das bocas. A partir deste instante a LIBERDADE será algo vivo etranaparente como um fogo ou um rio, ou como a semente do trigo, e a sua morada será sempre ocoração do homem.

 
Deixe um comentário

Publicado por em janeiro 25, 2011 em DIREITOS HUMANOS

 

Tags: , , , , , , ,

O sistema operacional do casamento

Li, ou melhor, reli, está piada numa revista e resolvi compartilhar aqui. Embora não reflita minha realidade, é muito engraçado.

Prezado Técnico,

Há um ano e meio troquei o programa [Noiva 1.0] pelo [Esposa 1.0] e verifiquei que o Programa gerou um aplicativo inesperado chamado [ Bebê.exe ] que ocupa muito espaço no HD.

Por outro lado, o [Esposa1.0] se auto-instala em todos os outros programas e é carregado automaticamente assim que eu abro qualquer aplicativo.

Aplicativos como [Cerveja_Com_A_Turma 0..3], [Noite_De_Farra 2.5] ou [Domingo_De_Futebol 2.8], não funcionam mais, e o sistema trava assim que eu tento carregá-los novamente.

Além disso, de tempos em tempos um executável oculto (vírus) chamado [Sogra 1.0] aparece, encerrando Abruptamente a execução de um comando.

Não consigo desinstalar este programa. Também não consigo diminuir o espaço ocupado pelo [Esposa 1.0] quando estou rodando meus aplicativos preferidos.

Sem falar também que o programa [Sexo 5.1] sumiu do HD.

Eu gostaria de voltar ao programa que eu usava antes, o [Noiva 1.0], mas o comando [Uninstall.exe] não funciona adequadamente.

Poderia ajudar-me? Por favor!

Ass: Usuário Arrependido

 

RESPOSTA:

Prezado Usuário,

Sua queixa é muito comum entre os usuários, mas é devido, na maioria das vezes, a um erro básico de conceito: muitos usuários migram de qualquer versão [Noiva 1.0] para [Esposa 1.0] com a falsa idéia de que se trata de um aplicativo de entretenimento e utilitário.

Entretanto, o [Esposa 1.0] é muito mais do que isso:é um sistema operacional completo, criado para controlar todo o sistema!

É quase impossível desinstalar [Esposa 1.0] e voltar para uma versão [Noiva 1.0], porque há aplicativos criados pelo [Esposa 1.0], como o [Filhos.dll], que não poderiam ser deletados, também ocupam muito espaço, e não rodam sem o [Esposa 1.0].

É impossível desinstalar, deletar ou esvaziar os arquivos dos programas depois de instalados. Você não pode voltar ao [Noiva 1.0] porque [Esposa 1.0] não foi programado para isso.

Alguns usuários tentaram formatar todo o sistema para em seguida instalar a [Noiva Plus] ou o [Esposa 2.0], mas passaram a ter mais problemas do que antes. Leia os capítulos ‘Cuidados Gerais’ referente a ‘ Pensões Alimentícias’ e ‘ Guarda das crianças’ do software [CASAMENTO].

Uma das melhores soluções é o comando [DESCULPAR.EXE /flores/all] assim que aparecer o menor problema ou se travar o programa. Evite o uso excessivo da tecla [ESC] (escapar). Para melhorar a rentabilidade do [Esposa 1.0], aconselho o uso de [Flores 5.1], [Férias_No_Caribe 3.2] ou [Jóias 3.3].

Os resultados são bem interessantes!
Mas nunca instale [Secretária_De_Minissaia 3.3], [Antiga_Namorada 2.6] ou [Turma_Do_Chopp 4.6 ], pois não funcionam depois de ter sido instalado o [Esposa 1.0] e podem causar problemas irreparáveis ao sistema.

Com relação ao programa [Sexo 5.1], esqueça! Esse roda quando quer.

Se você tivesse procurado o suporte técnico antes de instalar o [ Esposa1.0] a orientação seria: NUNCA INSTALE O [ESPOSA 1.0] sem ter a certeza de que é capaz de usá-lo!

 
Deixe um comentário

Publicado por em janeiro 12, 2011 em HUMOR

 

Tags: , , , , , , ,

Comprometa-se!

Assine o abaixo-assinado e contribua para implementação integral da Leia Maria da Penha e políticas públicas que visam o fim de qualquer forma de violência contra as mulheres.

http://www.homenspelofimdaviolencia.com.br

Campanha brasileira do laço branco

www.lacobranco.org.br

 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 5, 2009 em DIREITOS HUMANOS, RELACIONAMENTO

 

Tags: , , , ,

Eventos Dia do Laço Branco (Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher) – 06/12

Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres

No dia 6 de dezembro de 1989, Marc Lepine, de 25 anos, invadiu armado uma sala de aula da Escola Politécnica, na cidade de Monteral, Canadá. Ordenou que os 48 homens presentes se retirassem da sala, permanecendo no recinto somente as mulheres. Gritando “Vocês são todas feministas!”, o jovem atirou e assassinou 14 mulheres, à queima roupa. Em seguida, suicidou-se. Em uma carta deixada por ele, justificava seu ato dizendo que não suportava a idéia de ver mulheres estudando Engenharia, um curso tradicionalmente voltado para os homens. Esse massacre mobilizou a opinião pública mundial, gerando amplo debate sobre as desigualdades entre homens e mulheres e a violência gerada por esse desequilíbrio social.

Homens unidos pelo fim da violência  contras as Mulheres

Comprometa-se!

Assine o abaixo-assinado e contribua para implementação integral da Leia Maria da Penha e políticas públicas que visam o fim de qualquer forma de violência contra as mulheres.

http://www.homenspelofimdaviolencia.com.br

AGENDA

Data: 05/12/2009 Horário: 10hs
Dia Nacional de Luta dos Homens Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres/ Data Do Massacre de Mulheres de Montreal/ Campanha do Laço Branco
Atividade de Rua – CALÇADÃO – Distribuição de Laço Branco – Peça de Teatro (Secretaria da Cultura) – Quiosque Música
Local:
Praça XV de Novembro
Promoção/organização: Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Coordenadoria Municipal da Mulher, SEAVIDAS – HCFMRP-USP, CEDHEP, CONEN, Casa da Mulher, Vitória Régia.
Apoio: Secretaria Municipal da Assistência Social; Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto; CRP; CRESS.

____________________________________________

Data: 06/12/2009 Horário: 8:30 às 12 hs
Campanha Mundial do Laço Branco
Local:
Rodoviária e Av. Alberto Andaió – São José do Rio Preto – SP
Promoção/organização: Secretaria Municipal dos Direitos e Políticas para Mulheres, Pessoa com Deficiência, Raça e Etnia.

____________________________________________

Data: 06/12/2009 Horário: 16 hs
Massacre de Mulheres em Montreal
Chá feminista -15h00
Mulheres que fizeram a história – Equipe do Centro de Cidadania das Mulheres

Local: Centro de Cidadania das Mulheres – Capela do Socorro – SP

Promoção/organização: Centro de Cidadania da Mulher – Capela do Socorro – SP

____________________________________________

Data: 06/12/2009 Horário: 17 hs

Depoimentos de mulheres que superaram a relação de violência
Local:
Centro de Cidadania das Mulheres – Capela do Socorro – SP

Promoção/organização: Centro de Cidadania da Mulher – Capela do Socorro – SP

____________________________________________

Data: 06/12/2009 Horário: 20 hs (externo)

Filme: Show Canecão 2007
Local:
Centro de Cidadania das Mulheres – Capela do Socorro – SP
Promoção/organização: Centro de Cidadania da Mulher – Capela do Socorro – SP

____________________________________________

Data: 09/12/2009 Horário: 15h.
CREAS: Histórico Da Campanha 16 Dias de Ativismo (“Uma vida sem violência é um direito das mulheres. Comprometa-se. Tome uma atitude)
Palestrante – Doutora Paula Prado De Souza Campos – Tema – “Lei Maria Da Penha
Local:
Morro Do Alto Barracão Da Igreja – Itapetininga – SP
Promoção/organização: Coordenadoria da Mulher em parceria com CREAS e os CRASs, contando com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

____________________________________________

Data: 09/12/2009 Horário: 19h.

Palestrante: Silvio Costa, sociólogo e professor da Universidade de Taubaté e da Faculdade Dehoniana
Local:
Auditório do Sindicato dos Metalúrgicos (Rua Urupês, 98 – Chácara do Visconde)

____________________________________________

Data: 11/12/2009 Horário: 19 hs

Seminário Implementação da Lei Maria da Penha: um grande desafio.
Palestrante: Deputada Janete Pietá
Local:
Câmara Municipal de Jundiaí – Rua Barão de Jundiaí, 128 – Centro – Jundiaí – SP.

 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 5, 2009 em DIREITOS HUMANOS, RELACIONAMENTO

 

Tags: , , , , , ,

Mulheres negras: reflexões sobre identidade e resistência

Nos estudos sobre gênero uma das tendências atuais mais promissoras indica que devemos pensar o feminino não como uma essência natural, mas como sendo constituído em consonância com uma estrutura que só pode ser compreendida se for contextualizada e se forem consideradas outras categorias classificatórias como  classe, raça e etnia.

 

Segundo Judith Butler (2003: 20) “… se tornou impossível separar a noção de “gênero” das intersecções políticas e culturais em que invariavelmente ela é produzida e mantida”.

 

Em razão disso, uma das maneiras de compreendermos a situação da mulher negra no Brasil é nos orientarmos através dos indicadores que apontam para a sua condição sócio-econômica e ocupacional.

 

A observação da existência de desigualdade racial no mercado de trabalho pode ser comprovada através de dados do DIEESE, entre outros órgãos de pesquisa. Como já é mais do que sabido, os efeitos do preconceito no mercado de trabalho penalizam indivíduos negros que, em conseqüência, recebem rendimentos inferiores aos dos brancos.

 

Quando estudamos a relação gênero e raça, percebemos que o homem negro ocupa um patamar abaixo do da mulher branca quanto ao rendimento salarial. Mas as mulheres negras se encontram ainda mais abaixo na pirâmide ocupacional: recebem os menores salários mesmo que em muitos casos ocupem a chefia de sua família:

 

População Negra no Mercado de Trabalho – Diferenças Salariais -1998

Regiões

Metropolitanas

Homem Branco

(R$)

Homem Negro

(R$)

Mulher Branca

(R$)

Mulher Negra

(R$)

São Paulo 1.188,00 601,00 750,00 399,00
Salvador 1.051,00 498,00 647,00 297,00
Recife 739,00 427,00 462,00 272,00
Distrito Federal 1.306,00 898,00 923,00 614,00
Belo Horizonte 883,00 670,00 548,00 319,00
Porto Alegre 715,00 472,00 504,00 334,00

Fonte: DIEESE/SEADE e entidades regionais. Pesquisa de Emprego e Desemprego – PED.

 

A partir da tabela acima pode-se concluir que as relações inter-étnicas entre brancos e negros expressam uma complementaridade: o preconceito e a discriminação contra as trabalhadoras negras servem para designá-las às posições mais desprestigiadas e mal remuneradas.

 

Por outro lado, predominam nas posições que concentram maior prestígio, poder e renda aqueles trabalhadores que mais se aproximam do estereótipo de macho branco, descendente de europeu com religião cristã.

 

Pode-se dizer que para a população negra a superação das situações de discriminação constitui-se em um problema que podemos associar a uma redefinição de sua própria identidade. Desde o processo da Abolição no Brasil, há  115 anos, a identidade da mulher negra passa por um processo de redefinição. Ao resistir organizadamente ela rompe com as barreiras que a circunscrevem a determinados espaços e se redescobre como cidadã.

 

Ao pensarmos a situação da mulher negra no Brasil atual temos que levar em consideração que em uma sociedade democrática o respeito às diferenças de raça, etnia, gênero, orientação sexual, aparência física não é abandonar cada segmento à sua própria sorte mas questionar as relações de poder que hierarquizam as diferentes posições.

 

Referências:

BUTLER, Judith. Problemas de gênero – Feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2003.

 

Ministério  do Trabalho e Emprego – Plano Nacional de Qualificação do Trabalhador – A experiência dos Afro-Brasileiros. Brasília: MTE, SPPE/DEQP. 1999/2000.

 

Fonte: ROSÂNGELA ROSA PRAXEDES, em http://www.espacoacademico.com.br/026/26rpraxedes.htm

 
Deixe um comentário

Publicado por em novembro 22, 2009 em DIREITOS HUMANOS

 

Tags: , , , , ,