RSS

Arquivo da categoria: RADICAL

ADRENALINA NA CIDADE AVENTURA


Por Y. Camargo

Sentir a adrenalina correndo na veia, o vento ou a água no rosto, vencer o medo que tenta dominar mente e corpo, a prática de esportes de aventura proporciona a emoção na medida certa .  Perto da cidade de São Paulo há muitos lugares para a prática desses esportes, mas quero falar aqui de um em especial, a cidade de Socorro.

Socorro: Caminhos da Natureza – Cidade Aventura

Com esta apresentação o folder de apresentação da cidade mostra que esta oferece tanto opções para turismo ecológico, o chamado Ecoturismo,  como turismo de aventura. Ou seja, mesmo aquelas pessoas que não se ligam tanto em esportes radicais podem curtir as belezas naturais da cidade.

Socorro, junto à Serra da Mantiqueira, a apenas 130km de São Paulo, tem relevo montanhoso e grande potencial hidrográfico. Possui diversos parques de turismo de aventura e é um importante pólo de malharias com dois centros comerciais com tricô, confecções e artesanatos, com vendas diretas pelas fábricas.

Pousada da Gruta do Anjo

São diversas as opções de hospedagem em Socorro. Vou falar aqui sobre a pousada onde fiquei, a Pousada da Gruta do Anjo. Para saber sobre outras opções de hospedagem na cidade clique aqui.

Localizada no Corredor Turístico do Rio do Peixe, a pousada possui uma casa com acomodação para até 12 pessoas, 3 quartos pequenos, 2 banheiros, cozinha completa e piscina exclusiva. Para os hospedes da casa não são oferecidas roupas de cama, banho e nem café da manhã. O valor da diária é de R$ 300,00, sendo este o valor para a casa, não por pessoa. Ou seja, num grupo de 12 pessoas, cada um pagaria apenas R$ 25,00 por dia. O check-in é às 9h e o check-out às 16h do dia seguinte.

O chalé é simples, mas confortável, ainda mais para aqueles que como eu apenas usam a pousada para dormir. De acordo com a pousada os chalés possuem acomodações para até 4 pessoas, mas no meu chalé havia apenas uma cama de casal e uma de solteiro. Há ainda TV, ventilador e frigobar, que diferente de outras pousadas, fica vazio e desligado, podendo ser ligado e utilizado para colocar alimentos e bebidas adquiridos pelos hospedes, mesmo que fora da pousada. Sendo assim vale a pena passar no hipermercado antes para se abastecer. Nos chalés são oferecidas roupas de cama e banho, trocadas diariamente, e café da manhã, que é entregue numa cesta no chalé, um sistema muito interessante que oferece maior liberdade para tomar o café a hora que quiser e na cama. O valor da diária é de R$ 100,00 por casal, sendo o período das 12h às 14h do dia seguinte. Caso o chalé esteja disponível é possível entrar às 9h.

Crianças até 5 anos, uma por chalé, não pagam. Estes preços não são válidos para feriados e temporadas. Para mais informações visite o site www.pousadagrutadoanjo.com.br .

A Gruta do Anjo

No valor da hospedagem, tanto da casa quanto dos chalés, está inclusa visita a Gruta do Anjo. Trata-se de uma gruta artificial, proveniente de uma antiga mineração, iniciada no de 1960 para a extração de Quartzo, Feldspato e Granito. A mineração foi desativada em 1995, permitindo a formação de uma piscina natural de água mineral, com vista para o piso mesmo chegando a ter 4 metros de profundidade e com uma temperatura média de 10 graus, onde é realizado um gostoso passeio de pedalinho. Além da piscina natural, chama a atenção as imagens que se formaram na gruta em conseqüência das explosões de dinamite ao longo do tempo, imagens rústicas que lembram animais, pessoas e o famoso anjo que dá nome a gruta.

Veja o vídeo filmado na Gruta do Anjo, com informações e imagens

A gruta pode ser visitada por pessoas que não estão hospedadas na pousada, sendo cobrado neste caso o valor de R$ 5,00 por pessoa, já incluso o passeio de pedalinho.

Emoção na terra, no ar e na água

Rafting, canoagem, floating, cachoerismo, pêndulo, caminhada, water trekking, acqua ride, arvorismo, tomboágua, asa delta, cavalgada, rapel, escalada, tirolesa, bóia-cross, fora-de-estrada (4×4, motos e quadricuclos), parapente, motocross, cicloturismo, espeleoturismo, canionismo. Aventura para todos os gostos e coragem fazem de Socorro uma das principais cidades do Circuito Nacional dos Esportes de Aventura.

Minha primeira parada seria o Parque KangoJango, que conta com um conjunto de cinco ilhas, cercadas pelo Rio do Peixe, com cachoeiras, piscinas, bar, restaurante, acquaride, arvorismo (adulto e kids), cascading, rafting, rapel, tirolesa, trekking e water trekking. Digo seria a primeira parada pois estive lá na sexta-feira porém não estava sendo realizada nenhuma atividade, embora o parque estivesse aberto.

Parque Ecológico Cachoeira do Monjolinho

Trekking: Parque Ecológico Cachoeira do Monjolinho

Este é um dos problemas durante a semana em baixa temporada, a maioria dos parques ou estão fechados ou não oferecem todas as atividades, como foi o caso também do Parque Ecológico Cachoeira do Monjolinho. Também localizado no Corredor do Rio do Peixe o local tem lanchonete e restaurante, loja com produtos agrícolas e artesanais da região, tirolesa (adultos e kids), playground, mini sítio, balsa, piscinas naturais, trilha ecológica, área para piquenique e acampamento, além de chalés para hospedagem. O parque também agencia os seguintes modalidades de esportes: canyonig, rapel, cascading, escalada, acquaride, treking, rafting, tirolesa, duck, caving, canoagem, cavalgada, arborismo, mountain bike, asa delta, vôo duplo e paraglider, motocross, trike e aeromodelismo e off road. Na sexta-feira o parque oferecia apenas arborismo, tirolesa e trekking. Como as duas primeiras atividades já estavam no programa de sábado, resolvi realizar o trekking na belíssima trilha oferecida pelo parque, por entre a mata ciliar do Rio do Peixe.

Mas a melhor dica que eu poderia dar depois deste fim de semana, principalmente aos que estão

O Day Use do Parque dos Sonhos dá direito ao café da manhã, almoço, café caipira e todas as atividades do parque.

Parque dos Sonhos: Day Use com café da manhã, almoço, café caipira e todas as atividades.

iniciando nos esportes de aventura é o Parque dos Sonhos, um parque localizado a aproximadamente 10km do centro de Socorro, bem na divisa de São Paulo com Minas Gerais e que possui diversas atividades de aventura. O valor da entrada no parque é de R$ 6,00, que inclui trilhas ecológicas, cachoeiras, estacionamento, piscina natural e seguro, mas como eu queria aproveitar o máximo do parque paguei R$ 150,00 pelo Day Use, que dá direito ao café da manhã, almoço, café caipira e todas as atividades do parque (exceto pêndulo e rapel de 50m).

Minha primeira aventura, após um delicioso café da manhã, foi num dos maiores desafios para a maioria das pessoas, a famosa Tirolesa do Pânico, com 1km de extensão, velocidade média de 55km/hora e mais de 150m de altura. É uma sensação deliciosa cruzar o parque deste jeito. Claro que existem outras tirolesas em Socorro, mas a Tirolesa do Pânico é incomparável.

Tirolesa do Pânico: Tenha uma idéia da aventura, assista o vídeo

Depois do Pânico, um exercício leve no trampolim, saltando em uma cama elástica preso por cordas de segurança onde é possível fazer manobras com o corpo. Parece simples e fácil, mas é um ótimo exercício físico.

Do trampolim, pulei numa bóia para descer corredeiras nível 2 do Rio Cachoeirinha, num percurso de 1,3km. O bóia-cross do Parque dos Sonhos é básico e pode ser praticado por crianças a partir de 7 anos com total segurança e é ideal para iniciantes. Além do bóia, outros esportes aquáticos do parque são o acquaride e a canoagem, realizadas no mesmo percurso do mesmo Rio Cachoeirinha.

Depois do almoço, mais aventura. Além da Tirolesa do Pânico, o parque oferece mais 4 tirolesas com diferentes graus de dificuldade. A Tirolesa do Berro, com 500m de extensão e 100m de altura, que estava em manutenção neste fim de semana. A Tirolesa dos Sonhos, com 100m de extensão e 10m de altura, recomendada para as crianças e para quem quer praticar tirolesa apenas por diversão, sem radicalismo, e as Tirolesas do Arrepio e do Calafrio, que formam um conjunto. A primeira, do Arrepio, tem 250m de adrenalina, onde ao contrário das demais você não caminha (ou corre) no inicio, mas sim tem que saltar a 8 metros de altura, e no fim desta já temos a do Calafrio, com 200m de extensão, altura de 30m e, o pessoal do parque pode até negar, mas a mais rápida de todas, na opinião de todos os que saltaram comigo.

Arvorismo, um ótimo exercicio fisico

Arvorismo, um ótimo exercício físico

Saindo desta aventura, fui direto para outra, o arvorismo, onde no nível das copas das árvores enfrentei 12 emocionantes desafios num percurso de 800m e terminando com as nossas já conhecidas Tirolesas do Arrepio e do Calafrio. São momentos de tensão, medo e coragem que valem a pena. Para quem tiver apenas meia coragem é possível realizar apenas metade do circuito.

E pra terminar o dia um rapel de 30m de altura em positivo, o rapel da gruta. Como já estava acostumado a praticar canyoning, atividade que envolve o rapel em cachoeiras, essa atividade não foi tão empolgante, mas para iniciantes é uma ótima forma de começar.

Para terminar, uma ótima dica para quem quer conhecer o Parque dos Sonhos é se hospedar nos chalés do próprio parque. Pena que só descobri o quanto valia a pena lá. Porque vale a pena? Num fim de semana normal você paga apenas R$ 130,00 por dia e por pessoa e tem direito a café da manhã, almoço, café caipira, jantar, e pode escolher gratuitamente as atividades oferecidas pelo parque (exceto pêndulo e rapel de 50m), com direito a uma vez, por atividade e por diária.

Aventura Acessível

Com o convênio firmado entre a ONG Aventura Especial e o Ministério do Turismo, a cidade de Socorro tornou-se a primeira do Brasil a estar adaptada no ecoturismo e no Turismo de Aventura para receber pessoas com deficiência, criando e incentivando a oferta de produtos turísticos adaptados.

As bases adaptadas para receber pessoas com deficiências são: Parque dos Sonhos, Campos dos Sonhos, Rios de Aventura e Parque Ecológico Cachoeira do Monjolinho.

 
2 Comentários

Publicado por em outubro 20, 2008 em RADICAL, TURISMO, VÍDEOS

 

Tags: