RSS

Plano Econômico Anti-crise Pessoal

18 ago

By Y. Camargo

Crises financeiras vão e vem, e há crises que já tomaram o mundo de muita gente, ou seha, pequenas crises que atingem o controle das finanças pessoais e comprometem a qualidade de vida.

Em épocas de crises é comum vermos o lançamento de planos e pacotes econômicos anti-crise, por isso desenvolvi há três anos o meu próprio plano pessoal anti-crise, afinal, a boa saúde financeira é essencial para uma vida com mais qualidade e, porque não dizer, felicidade.

Dei uma revisada e atualizada neste plano, que estou republicando hoje aqui.

Orçamento

A primeira coisa a fazer é elaborar uma planilha de orçamento para saber exatamente qual a condição financeira no momento. Na internet existem várias planilhas que podem ser usadas como modelo, bastando adaptar de acordo com as necessidades. No meu caso, dividi meu orçamento da seguinte forma:

RECEITAS: Tudo o que recebo, minha remuneração, seja salário, vale-refeição, alimentação, 13º etc.

DESPESAS FIXAS – BÁSICAS: São despesas das quais não tem como fugir, estarão lá todo mês e devem ser priorizadas, como por exemplo aluguel, IPTU, luz, água, supermercado etc.

DESPESAS FIXAS – NECESSÁRIAS: Não são prioridade máxima, mas de certa forma necessárias em minha vida e também aparecerão mensalmente em minhas contas.

DESPESAS EVENTUAIS: São despesas que não aparecem todos os meses, às vezes acontecendo apenas uma vez por ano, como IPVA, cursos, gás de cozinha, farmácia etc.

COMPROMISSOS FINANCEIROS: Compromisso assumidos com financeiras, cheques pré-datados, etc.

PENDÊNCIAS FINANCEIRAS: Composto principalmente por dívidas bancárias, ou seja, aquela que ou você paga ou entra num labirinto financeiro. Nesta categoria estão o cheque especial, cartão de crédito, empréstimos etc.

Um orçamento de três meses já é o suficiente para se ter um panorama completo e tomar medidas de curto prazo quanto necessário.

Economia ao pé da letra

O dicmaxi – Dicionário Eletrônico – define economia como: 2 Boa administração ou ordem da casa, de estabelecimento, bens particulares ou públicos. 3 Hábito de poupar, moderação nas despesas; poupança, parcimônia. 4 Dinheiro acumulado por efeito de poupança ou boa ordem, em qualquer administração particular ou pública. 6 Filos Realização de um fim pelos meios mais simples. 7 Aproveitamento eficiente de recursos (material, espaço, tempo etc.), com redução ao mínimo do gasto desses elementos.

Tendo terminado meu orçamento de três meses o resultado que encontrei não foi nada animador. Em três meses o estouro em minha conta corrente será de quase 150%, ou seja, até dezembro eu estarei gastando mais que duas vezes mais o que ganho e não é preciso ser gênio em economia para saber que isso não é bom. É hora de por em prática os significados da palavra economia.


Moderação nas despesas e aproveitamento eficiente de recursos estabelecendo metas de redução de despesas

Pego a planilha e começo a analisar gastos por gasto, despesa por despesa. Meu objetivo aqui é: reduzir o que puder ser reduzido e cortar o que puder ser cortado. Nem toda despesa pode ser reduzida, mas no que for possível tentarei reduzir ao máximo.

Nem toda despesa pode ser reduzida, mas no que for possivel tentarei reduzir ao máximo

Nem toda despesa pode ser reduzida, mas no que for possível tentarei reduzir ao máximo

Aluguel – Esta é uma das despesas que não podem ser reduzidas nem cortadas.

IPTUOutra despesa sobre a qual não tenho poder nenhum, a não ser o poder de pagar.

Luz (meta de redução: 30%) – Meu consumo de energia elétrica é baixo já que moro sozinho e passo a maior parte do tempo fora de casa. Mas como economia é economia, fui me informar sobre formas de reduzir esta despesa. Bom, que geladeira e chuveiro são os grandes vilões da conta de luz todos já sabem. Porém encontrei algumas coisas onde posso moderar e aproveitar melhor o recurso de energia doméstica.

1º Apagar todas as luzes de cômodos que não estão sendo utilizados.

2º Desligar a TV quando não estiver assistindo. Às vezes gosto de ficar ouvindo a TV enquanto estou no computador. Pois bem, se já estou na frente do computador porque não ouvir o computador, colocando uma música ou até uma rádio on-line pra tocar enquanto trabalho.

3º Desligar caixas de som e monitor quando não estiver em frente ao micro. Sempre deixo arquivos baixando da Internet, mas quando não estiver em frente ao micro, muitas vezes até fora de casa, posso deixar apenas a CPU ligada enquanto os downloads são concluídos e também configurar o computador para ser desligado logo após a conclusão dos downloads.

4º Evitar o efeito stand by dos equipamento eletrônicos (sabe aquela luzinha vermelha da TV?!) que de acordo com o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO) consome cerca de 20% do total de consumo de uma conta de luz. Minha opção: Desligar TV, DVD, videogame, microondas e receptor de TV da tomada quando não estiver em casa.

Água – Já pago o mínimo, não tem como ser mais econômico.

Pós-graduação – Também não tem como mexer, até porque já pago um valor muito mais em conta por fazer um curso à distância.

Inglês – Não tem como reduzir, mesmo porque a empresa já custeia 85% da mensalidade.

Celular (meta de redução: 11%) – Pra reduzir esta despesa só falando menos e controlar os minutos gastos para não ultrapassar o valor do pacote mensal. Uma boa dica é ficar sempre de olho nas promoções de telefonia celular que oferecem ligações gratuitas ou mais em conta (geralmente para números da mesma operadora ou fixo). Pra finalizar, como tenho dois aparelhos, comprei um OI chip, ou seja, por apenas R$ 20,00 vou poder realizar chamadas para outros celulares OI (a maioria dos meus amigos compraram) e fixos na faixa por três meses. Esta promoção tem seus limites, mas mesmo assim é vantajosa.

Internet – Estou com a velocidade que oferece o melhor custo/beneficio, então optei por não mexer nesta despesa, mas aproveitá-la para tentar reduzir os gastos com TV por assinatura.

Telefone fixo (meta da redução: 15%) – Alterei meu plano para um econômico, onde realizo apenas chamadas locais, mas posso continuar utilizando a Internet Banda Larga que é o que mais me interessa. A assinatura deste plano é mais barata e como eu ligo pouco para DDD e celular, posso utilizar os minutos do plano do celular ou comprar créditos para usar com a linha fixa.

Gasolina (meta de redução: 50%) – Aqui não tem jeito, pra economizar tenho que reduzir a rodagem, buscar caminhos mais rápidos, usar combustível de qualidade e às vezes utilizar o transporte coletivo. E comprar gasolina mais barata também, pesquisando sempre para obter qualidade e bom preço. Pra ter uma idéia, onde eu moro a postos que vendem gasolina à R$ 2,59, talvez até mais caro, enquanto eu compro gasolina comum num posto de qualidade e fiscalizado perto de casa por R$ 2,24, no meu caso, uma economia de R$ 16,00 num tanque cheio.

Supermercado (meta: Manter as despesas dentro do valor do vale-alimentação) – recebo vale-alimentação na empresa em que trabalho, mas os gastos mensais às vezes acabam estourando o valor do beneficio me fazendo usar dinheiro da minha conta para fazer compras no supermercado. Para evitar isso a estratégia é sempre fazer uma lista das coisas necessárias, comer antes de fazer compras e pesquisar sempre. Eu até tinha um cartão de um clube de compras mas percebi que não vale a pena já que eu não compro tanto e em grandes quantidades. Pesquisar vale mais a pena!

Lazer (meta de redução: 50%) – Este foi a situação mais difícil de estimar uma média, pois os gastos diferem muito de um mês para outro. Em um mês gastei R$ 70,00 e no outro mais de R$ 500,00. Por isso é importante uma administração eficiente e bem controlada. As ações estratégicas neste caso são:

  • Cozinhar mais: comer fora é caro, comer em casa é econômico. Com criatividade e boa companhia também pode ser muito gostoso. Claro que sair pra comer vez ou outra é bom, mas minha preguiça me fazia gastar comendo fora sempre. Cozinhar também é mais barato que comida pronta, além de mais saudável.

  • DVD: um bom filme no conforto do lar é sempre muito bom, mais barato que o cinema, você põe quanto quiser de manteiga na pipoca e se tiver boa companhia tudo fica ainda melhor. Se o filme for chato a perda e decepção não é tão grande e se você estiver sozinho pode rolar um outro DVD… Deitar, Virar, Dormir.

Ainda falando sobre DVDs, eu gosto muito de séries e estes são uns dos poucos DVDs que eu gosto de comprar. Mas hoje em dia o preço está abusivamente alto. Por isso, por enquanto, ao invés de comprar minhas séries favoritas vou apenas baixar os episódios da Internet. A qualidade é perfeita, não pago nada e nem preciso esperar sair em DVD, na verdade não preciso esperar nem chegar a minha TV por assinatura, já que os episódios são disponibilizados para download algumas horas depois de sua exibição inédita nos EUA. Pra quem não fala inglês, só baixar a legenda em sites especializados ou esperar alguém colocar um arquivo com o episódio já legendado para download.

·Na faixa: Comecei a procurar alternativas de lazer e cultura grátis ou com ingressos populares perto de casa e me surpreendi com a quantidade de coisa boa pra fazer. Numa rápida pesquisa encontrei ótimas opções de coisas pra fazer:

    • Show do Zeca Baleiro, do lado de caso – entrada franca.
    • Parque Villa-lobos, a 10 minutos de casa.
    • Festa do Cinema em todos os cinemas Severiano Ribeiro e Kinoplex, todos os filmes, todos os horários – Inteira: R$ 6,00 – Meia: R$ 3,00.
    • Casa das Rosas, na Avenida Paulista – visitação gratuita.
    • Parque do Ibirapuera, a 25 minutos de casa.
    • Museu da Imagem e do Som – MIS, Av. Europa – exposições e midiateca gratuitas e sessões de cinema a R$ 8,00 (estudantes).
    • Parque Ecológico de Tietê, Núcleo de Lazer Eng. Goulart
    • Parque Estadual Cantareira, Tremembé – entrada R$ 2,00
    • Espetáculo “Na balada” – Teatro vivo – Grátis
    • Espetáculo “The Tempest” – Teatro Cultura Inglesa – Pinheiros – Grátis (em inglês).
    • Espetáculo “Pride and Prejudice” – Teatro Cultura Inglesa – Pinheiros – Grátis (em inglês).
    • Espetáculo “Any Other Friday” – Auditório Cultura Inglesa – Higienópolis – Grátis (em inglês).
    • Ingressos para teatro (bem) mais barato pela APETES`P – Campanha da APETESP “Teatro é um barato” com termino previsto para 21/12/2008 oferece ingressos para dezenas de peças com descontos http://www.apetesp.org.br/campanha/comocomprar.htm.

TV por Assinatura(meta de redução: 40%): Quase não paro em casa, pra que ter mais de 50 canais se não assisto nem 10? Minhas opções são: tentar um pacote mais em conta com menos canais ou adquirir um pacote de outra provedora de TV, aproveitando o desconto para pacotes de TV + Internet. Essas promoções poderão também ser utilizadas como subsidio em negociação com minha atual provedora para conseguir descontos e redução do pacote. Nada de pacotes adicionais. Nada de pay-per-view.

IPVA: Mais um imposto, mas neste caso nós de São Paulo podemos utilizar os créditos da Nota Fiscal Paulista para deduzir do valor do IPVA. Como eu não estava botando muita fé neste programa eu não dei meu CPF tantas vezes quanto deveria, mas ainda sim consegui um crédito de R$ 36,97.

Estacionamentos: Este se tornou um mercado muito lucrativo num país onde as pessoas têm medo de deixar seus carros na rua, preferindo pagar a correr o risco de ter o carro roubado. Mas há algumas formas de economizar.

  • Estacionamentos gratuitos – alguns shoppings e hipermercados ainda oferecem estacionamento gratuito para seus clientes. Mesmo que signifique andar uns 5 ou 10 minutos mais deixar o carro nestes estacionamentos é mais seguro que deixar na rua e você não paga nada por isso.

  • Estacionamentos pagos – Alguns hipermercados e shoppings oferecem horas de estacionamento grátis para clientes que gastam determinadas quantias. Você pode aproveitar a hora do almoço ou das compras para fazer outras coisas por perto dentro do limite das horas oferecidas pelo estacionamento.

  • Lava-rápido – Costumo deixar para lavar o carro quando preciso ir até o centro para resolver alguma coisa. Assim ao invés de pagar o valor do estacionamento e da lavagem pago apenas a lavagem. Economia de dinheiro e de tempo.

Manutenções automotivas: Aqui mais uma vez a pesquisa é a chave do negócio, por exemplo, eu estou precisando regular a cambagem do carro. No primeiro lugar que levei o carro, nestes centros de serviços de hipermercados, queriam me cobrar R$ 210,00 pelo serviço. Entrei em contato com um outro centro automotivo, uma rede grande e conhecida na verdade, e o mesmo serviço sairia por R$ 95,00, quer dizer, R$ 115,00 (54%) de diferença. Só por curiosidade perguntei num centro de serviços perto de casa, simples, mas confiável, e o serviço custaria R$ 70,00.

Compromissos financeiros: No caso das parcelas do carro não tem o que fazer, só pagar. Quanto às demais despesas o ideal é comprar apenas o necessário, evitar parcelar e usar cheques pré-datado apenas se não for possível comprar à vista.

Cartão de Crédito (meta de redução: 50%) e Cheque Especial (meta de redução: 100%): São ilusões. Fazem-nos achar que temos um poder de compra maior do que realmente temos e podem se transformar numa doença para a saúde financeira, que pode ser letal. Mas às vezes é um mal necessário e nestes casos o ideal é tomar cuidado, se planejar e ter limites compatíveis com sua capacidade de endividamento. Do que adianta um limite de R$ 3.000,00 se você não consegue pagar nem R$ 1.000,00? Quanto maior o limite maior a ilusão. Também é preciso ter muito cuidado com atrasos por causa das multas e juros altíssimos e com o uso do crédito rotativo que cobra taxas de juros absurdamente altas, geralmente acima de 10% ao mês. O cheque especial só deve ser usado em caso de urgência, ou de vez em quando já que os juros são bem mais elevados do que nos empréstimos pessoais.


Anotar tudo

Segundo a economista Sandra Blanco, autora do livro “Mulher inteligente valoriza o dinheiro”, uma boa alternativa para quem quer ter noção do custo de vida é anotar absolutamente tudo, desde as pendências financeiras essenciais à sua sobrevivência aos supérfluos. “Passe alguns meses anotando tudo o que pagar, fazendo o registro no ato”, recomenda Sandra, que também recomenda diferenciar a separar as despesas fixas das variáveis, ou seja, as quantias previamente definidas, como prestações e tarifas, e o que se desembolsa conforme o uso.

Usar um caderno ou qualquer outra forma para anotar todos os gastos pode ajudar a ter total controle sobre as despesas e resistir às tentações de gastar o dinheiro com produtos que raramente serão utilizados ou são desnecessários. Muitas vezes os pequenos gastos acumulados se tornam grandes despesas que podem ser reduzidas ou até eliminadas.


Suporte tecnológico

A tecnologia da informação pode ser uma grande aliada na administração das finanças pessoais. Para facilitar meu controle instalei em meu pendrive um software bem fácil de usar e que atende minhas necessidades, o Personal Finances 3.0, mas o legal dar uma pesquisada no Google e em sites de downloads para encontrar o programa certo para cada necessidade.

Muitas vezes os pequenos gastos acumulados se tornam grandes despesas que podem ser reduzidas ou até eliminadas

Muitas vezes os pequenos gastos acumulados se tornam grandes despesas que podem ser reduzidas ou até eliminadas

Anúncios
 
5 Comentários

Publicado por em agosto 18, 2011 em RELACIONAMENTO

 

Tags:

5 Respostas para “Plano Econômico Anti-crise Pessoal

  1. Tati

    novembro 19, 2008 at 10:22 pm

    Nossa… isso aqui não é um blog, mas um curso intensivo de como administrar o próprio dinheiro!

    Gostei das dicas de passeios e atividades culturais free. E acho que eu também consigo reduzir em 11% a minha conta do celular. O meu problema é que eu pego muito taxi… preciso dar uma economizada nisso.

     
  2. Fabio Gouvêa -http://001pontodevista.zip.net/

    novembro 20, 2008 at 2:37 am

    Caramba! Extenso mais vale a pena! uma verdadeira aula de economia!

    Você realmente trabalhou TUDO isso movido pela crise financeira? Inteligente!

    Muito bom mesmo, sou fã do seu blog pq ele é extremamente inteligente e importante. Aulas!

     
  3. Léo o Nardo

    novembro 20, 2008 at 8:07 am

    bem completo heim…rs

     
  4. Vicky

    novembro 20, 2008 at 1:02 pm

    Mas que trabalho que tu teve hein…

    mas na verdade se for analisar é bem fácil, pelo menos todo mundo sabe “o que” fazer… o dificil mesmo é fazer… eu mesma já fiz muuuitas grades como essa para me organizar… mas não durava muito não…

    vitoriabernardi.wordpress.com/

     
  5. andre luiz fernandes

    agosto 22, 2010 at 1:24 am

    li seu artigo acima e, acabei de desligar todos os aparelhos stand bies

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: