RSS

Colóquio Internacional O que é o “care”? – Emoções, divisão do trabalho, migrações

05 set

Angelo Soares, Guita Debert, Pascale Molinier

Angelo Soares, Guita Debert, Pascale Molinier

Foi realizado nos dias 26 e 27 de agosto, no Auditório da Casa da Cultura Japonesa – USP, O Colóquio Internacional sobre O que é o “care”? – Emoções, divisão do trabalho, migrações. O objetivo deste evento foi confrontar os diferentes conhecimentos sobre o “care”, pensando as perspectivas futuras de igualdade entre homens e mulheres na atividade dos cuidados às pessoas.

Participaram das discussões renomados estudiosos do “care”, como os nacionais Ângelo Soares (sociólogo da Université Du Québec à Montreal, Canadá), Ana Amélia Camarano (demógrafa do IPEA), Guita Debert  (antropóloga do IFCH), Bila Sorj (socióloga do IFCS), Yumi Garcia dos Santos (socióloga da FAPESP), Nadya Araujo Guimarães (socióloga da USP), os internacionais Pascale Molinier (psicóloga da Université Paris 13, França), Thierry Ribault (economista da Université Lille 1, França), Isabel Georges (socióloga do Institut de Recherche pour le Développement, França), Helena Hirata (socióloga do CNRS França) e Rhacel Salazaer Parrenas (socióloga da University of Southern California, EUA), além da participação de Lourdes Bandeira (da SPM) e Laís Abramo (socióloga da OIT do Brasil).

O “care” é um termo de difícil tradução, por ser polissêmico. Porém no Brasil

Colóquio Internacional O que é o "care"? Emoções, divisão do trabalho, migrações (@ Casa da Cultura Japonesa - USP)

Colóquio Internacional O que é o "care"? Emoções, divisão do trabalho, migrações (@ Casa da Cultura Japonesa - USP)

a palavra “cuidar” poderia se adequar ao termo, desde que se lembre da amplitude do tema, que envolve cuidado, solicitude, preocupação com o outro, estar atento às suas necessidades.

O trabalho do “care”, embora diga respeito a toda a sociedade, é efetuado principalmente pelas mulheres e a análise da divisão sexual do trabalho do “care” tanto no interior da família, quanto nas instituições de cuidados, ainda esta por ser feita.

Durante os dias de eventos, foram discutidos temas como Ética e trabalho, emoções, envelhecimento, profissionalização e políticas públicas. Tendo em vista o objetivo do Colóquio em confrontar os diferentes conhecimentos sobre “care”, a socióloga Rhacel Salazar trouxe à pauta de discussões o “care work” das acompanhantes, explicando sua pesquisa em que considera o trabalho sexual como “care work”.

Pascale Molinier falou sobre a Ética e trabalho do “care”. Ela disse que atenção exagerada não é um bom “care”, ou seja, quando vamos além das necessidades do outro, atrapalhando seu desenvolvimento. Ela citou como exemplo o cuidado excessivo e a super proteção com as crianças, dizendo que até amor demais faz mal.

Ângelo Soares falou sobre as emoções do “care”. Na palestra dele aprendemos que todo trabalho de cuidado comporta trabalho emocional, pois todo trabalho é uma cena de (reprodução) de diferentes emoções. As emoções no trabalho são e permanecem invisíveis, sejam por regras de sentimento ou por regras de expressão emocional.

Um exemplo de regra de sentimento é quando se diz que o dia do casamento é o dia mais feliz de sua vida. Se não for, entende-se que há algo errado. Como exemplo de expressão emocional temos o famoso bordão “chorar no trabalho não é profissional”.

Em debate, Lais Abramos aprofundou a discussão de que o trabalho do ‘care” é algo que está socialmente ligado ao dever da mulher, e este conceito, de que o “care” é parte fundamental da natureza da mulher acaba sendo uma barreira à efetiva equidade de gênero no trabalho. Quando a mulher vai para o mercado de trabalho, acaba tendo que assumir uma dupla jornada de “care” doméstico x profissional. De acordo com pesquisas da OIT, as 2 jornadas de trabalho da mulher somam 57 horas semanais, contra 52 horas do homem.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 5, 2010 em TRABALHO

 

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: