RSS

Campanha alerta contra o tráfico de mulheres

02 mar

Campanha

Uma campanha do Ministério da Justiça está nas ruas de dez grandes cidades para alertar contra um crime tão grave quanto o tráfico de drogas, mas que o público ainda não percebe como um crime grave e muito lucrativo: o tráfico de pessoas. Além de publicidade e folhetos, serão usadas imagens planejadas para causar surpresa em aeroportos, rodoviárias e shoppings.

Por exemplo, cubos com a imagem de uma mulher aprisionada, circularão nas esteiras de bagagem de 11 aeroportos brasileiros. A idéia é surpreender e chamar a atenção para a realidade do tratamento dado às vítimas. Haverá também instalações com a imagem em vídeo de uma atriz presa num caixote, em tamanho natural, que irá bater numa parede de vidro, de modo a mostrar o drama do cárcere privado.

Repressão – Nos últimos 20 anos, a Polícia Federal (PF) instaurou cerca de 800 inquéritos envolvendo o tráfico de pessoas. O aumento no número de casos passou a ser substancial a partir do ano 2000, piorando com o passar dos anos e demonstrando claramente – pelo alto faturamento das quadrilhas – ser um dos males do século 21. O estado de Goiás desponta como o líder no ranking, com 147 inquéritos – maior do que São Paulo (99). Os números refletem também uma ação mais efetiva do governo no combate a essa prática criminosa.

A iniciativa inclui medidas que visam cortar o fluxo financeiro das organizações criminosas. E isso, pode ser feito via cooperação jurídica, que possibilita o bloqueio do dinheiro que elas ganham. Sem liquidez e o retorno do lucro, as organizações ficam engessadas.

O combate ao tráfico de pessoas integra os projetos do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), lançado em 2007.

As ações de propaganda estão previstas para o Rio de Janeiro, Recife, São Paulo, Goiânia, Salvador, Fortaleza, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília e Belém.

Cartazes – Também são destaques cartazes (totens) com material informativo em pontos de grande circulação de transeuntes e a aplicação de adesivos nos espelhos dos banheiros, incentivando a denúncia. Nos balcões das companhias aéreas haverá uma quantidade enorme de “displays” e folhetos informativos.

Principais vítimas são adolescentes e mulheres

O tráfico de pessoas é considerado uma das atividades criminosas mais lucrativas do mundo e movimenta e US 31,6 bilhões por ano, com um impacto econômico comparável ao tráfico de drogas e de armas. É um crime oportunista, que se aproveita da miséria e do desconhecimento. A maioria das vítimas está inserida em grupos vulneráveis, que, na falta total de alternativas de sobrevivência em seus locais de origem e com a promessa de melhores salários, se tornam presas ideais.

Segundo Pesquisa do escritório da ONU contra Drogas e Crime (UNODC), realizada em 115 países e publicada em 2009, as principais vítimas brasileiras são adolescentes e mulheres, em sua maioria para prostituição.

Editado pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República
Nº 984 – Brasília, 11 de Fevereiro de 2010

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em março 2, 2010 em DIREITOS HUMANOS

 

Tags: , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: