RSS

Violência

28 abr

Noite de um dia duro, ouve-se o choro, sente-se a dor,
No rosto a vergonha, em seu coração finda o amor,
O belo sentimento transforma-se em raiva,
Enquanto a vida se esvai, só se resta ódio, medo e magoa.

Tudo começou com o amor, ou o que parecia amor,
As danças no jardim, as flores, passeios e bombons,
Toda festa, tudo encanto, tudo ilusão,
Entrega-se a alma, perde-se a vida, espanca-se o coração.

Na união eterna, esperanças e promessas,
De uma vida a dois de amor e respeito,
Mas o que se vê é violência e decepção.

Palavras ásperas, discussões sem sentido,
Ciúme ou falso poder, possessão ou afirmação,
Destrói a alma e a esperança da mulher,
E finalmente agride-se o corpo.

O pesadelo começa, e será que terá fim?
Noites e noites de choro, mas ainda há esperança,
Esperança da ilusão de se renovar essa paixão,
Sua vida se despedaça, a mulher, viva, na verdade está morta.

Perdeu sua liberdade, sua alegria, sua esperança,
Perdeu seu amor, sua vontade de viver, de vencer,
Perdeu-se na luta, e sem lutar apanhou,
Perdeu-se na vida, perdeu-se porque se calou.

(By Y. Camargo)

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 28, 2009 em DIREITOS HUMANOS

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: